Odontologia preventiva: Por que apostar nela?

ODONTOLOGIA

Odontologia preventiva: Por que apostar nela?

A odontologia preventiva é muito importante, pois ela é barata, rápida, mais simples e indolor. Apenas demanda frequência e dedicação, inclusive, é capaz de evitar até o famoso motorzinho chato. Deve-se visitar o dentista a cada quatro meses, mas isso pode variar de paciente para paciente, levando em conta determinados riscos. Contudo, mais da metade dos brasileiros não se consulta no odontologista nem ao menos uma vez ao ano.

Vantagens da odontologia preventiva

Além de ser um dos mais baratos procedimentos da odontologia, a prevenção, sem dúvida alguma, é o mais eficaz a ser feito, já que atua diretamente na causa dos problemas (placa bacteriana) e não nas consequências dos problemas (como cáries, ausências dentárias, gengivite etc).

Cuidados básicos

Em geral, não há muito mistério quanto aos cuidados básicos empregados para garantir a limpeza de toda cavidade oral. Mas, vamos a eles: Escovar os dentes após as principais refeições (cerca de 10 minutos depois) e à noite, antes de dormir. Na escovação noturna, que é a mais importante, usar o fio dental e, se quiser uma limpeza ainda mais detalhada, uma escova ultrassônica. E a língua, você costuma limpar? O hábito é muito importante e deve ser realizado pela manhã com uma técnica e produto adequados. Isso varia de acordo com a quantidade de placa bacteriana que se forma na língua (saburra), se há ânsia ao limpar a região ou se a língua é presa.

Porque você deve apostar na odontologia preventiva?

Para monitorar e acompanhar tratamentos realizados, avaliar a eficácia da higiene caseira, e detectar possíveis problemas em seus estágios iniciais. É indiscutível que a limpeza realizada pelo profissional, com a utilização de equipamentos adequados, é mais eficaz dos que os métodos caseiros. Em casos de halitose e mau hálito, é recomendavel adotar bons hábitos de vida, ingestão de alimentos saudáveis, sempre que possível, prática de atividades físicas, ingestão moderada de álcool e higiene bucal, além de uma boa escovação. Use com moderação os enxaguantes bucais, pois os antissépticos que têm álcool são ruins porque destroem as células da mucosa, que descamam, podendo realmente piorar o odor. Fora isso, para crianças, também não é recomendável porque sempre ingerem um pouco do líquido. O importante é você apostar na odontologia preventiva e saber que existe muita tecnologia para que seu sorriso seja o melhor possível. Lembre- se: a saúde começa pela boca.

Ver perfil

Matéria Por

MARA LIANA DOS SANTOS FERREIRA

Cirurgia Odontológica

CRO/PR 23641 | Umuarama

Deixar Comentário