Laser na dermatologia

DERMATOLOGIA

Laser na dermatologia

A Dermatologia foi umas das especialidades que mais ganhou com o aperfeiçoamento do laser. O tratamento é indicado para remover manchas do sol, vestígios de tatuagem, cicatrizes, suavizar rugas, rejuvenescer a pele desgastada, entre outros. O laser tem se firmado cada vez mais como um grande aliado dos tratamentos dermatológicos. Do combate a patologias da pele aos procedimentos estéticos, a tecnologia disponível está cada vez mais avançada e continua se aperfeiçoando a cada dia, fazendo com que os tratamentos a laser sejam cada vez mais eficazes, seguros e acessíveis.

O que é o laser?

O laser é um dispositivo que produz radiação eletromagnética utilizada com diversas finalidades. Na Dermatologia, esta forma de energia atinge determinado “alvo” na pele gerando uma modificação física, química ou biológica, promovendo um aspecto mais firme e uniforme. O laser pode atingir diversas camadas da pele dependendo do objetivo do tratamento e do tipo de laser, proporcionando resultados diferentes. O laser ablativo é aplicado sobre a pele de forma precisa e então sua energia luminosa se transforma em calor, causando a evaporação da umidade natural da derme, provocando a destruição do tecido e a remoção da camada mais externa da pele.

Como escolher o tipo de laser?

O que vai definir qual laser deverá ser utilizado é a experiência do médico e quanto tempo o paciente dispõe para recuperação. Cabe ao profissional fazer a indicação ao paciente, informando ao mesmo sobre todas as opções terapêuticas disponíveis.

Quais as indicações?

O laser pode ser aplicado em qualquer parte do corpo e é recomendado no tratamento de uma série de problemas de pele relacionados à marcas, manchas e envelhecimento. Mas a procura maior é para:

• flacidez da Pele;
• rugas e marcas de expressão;
• olheiras;
• estrias;
• manchas na pele ocasionadas pelo sol;
• cicatrizes de acne;
• estimulação de colágeno;
• remoção de tatuagem
• microvarizes.

É importante informar que para a realização do procedimento, existe alguns cuidados específicos para a pele, que serão orientados pelo dermatologista.

Quais são os cuidados pós-procedimento?

Mesmo sendo um procedimento realizado no consultório e o paciente poder voltar para casa no mesmo dia, na maioria das vezes o local fica sensível e após algumas horas do procedimento realizado gera dor e desconforto na área tratada. Nas primeiras duas semanas a pele ficará sensível e com uma coloração vermelha, durante este período, é imprescindível o uso de filtro solar, e proibido qualquer tipo de exposição solar, até que tenha desaparecido a coloração rósea. O não cumprimento destas orientações médicas pode comprometer o resultado do tratamento. Todo procedimento envolve um período próprio de recuperação. Dê tempo ao tempo, pois seu organismo se encarregará de cuidar de tudo sozinho. Procure um profissional especializado e de confiança para tirar todas as dúvidas e realizar o procedimento de forma segura e eficaz.

 

Matéria Por

Paula Meneghel Guglielmi

Dermatologia

CRM/SC 18844 RQE 15005 | Criciúma

Deixar Comentário