Tudo o que você precisa saber sobre Fertilidade!

Tudo o que você precisa saber sobre Fertilidade!

Durante nossa vida criamos expectativas e planos em relação a carreira e a família. No trabalho começamos cedo, já o foco na vida familiar fica em segundo plano após a estabilidade financeira, a construção da casa própria, o investimento na profissão, a realização da viagem dos sonhos ou até mesmo em achar um parceiro que caminhe junto nos planos de ter filhos.

Nos tempos atuais fala-se muito a respeito de infertilidade, doenças que podem afetá-la e tratamentos de reprodução assistida. Afinal, os casais se programam tardiamente para a maternidade e cada vez mais cresce a procura médica nessa especialidade.

Como especialista da área, seria muito fácil discursar a todas as mulheres que um dia desejam ser mãe: esqueçam tudo e olhem seu relógio biológico, providenciem um filho no auge da fertilidade.

Mas obviamente não funciona dessa maneira: cada família tem seus propósitos, sonhos e ambições.

Mas o que considero importante é a orientação sobre questões fundamentais sobre a fertilidade. Acredito que dessa forma as decisões individuais tornam-se mais conscientes e as prioridades de escolha também.

Apresento algumas questões que podem ajudar mulheres e casais em relação a esse tema tão atual.

Qual o auge da fertilidade?

De modo geral, o auge da fertilidade feminina ocorre entre os 15 e 25 anos. Para se ter ideia, uma mulher saudável de 25 anos tem 86% de chance de engravidar dentro de um ano de tentativas. Dos 25 aos 30, este número cai para 78%. Até os 34 anos, ele atingirá 63%.

Existem medicações que possam melhorar a qualidade dos óvulos?

Não há estudos científicos que mostrem medicações que rejuvenescem os ovários. O segredo é a idade, claramente comprovada como o maior vilão sobre a quantidade e qualidade dos óvulos. Porém, vale sempre ressaltar que hábitos de vida saudáveis, como atividade física, cuidados com o peso e alimentação balanceada, são essenciais para o bem-estar e o equilíbrio físico e emocional, fundamentais para as futuras mamães.

Consigo engravidar com Reprodução Assistida tardiamente?

As técnicas de reprodução assistida não garantem o sucesso em se obter uma gravidez. Muitas pessoas hoje pensam assim: “Quando eu chegar aos 40 anos, faço uma fertilização in vitro ou uma inseminação e vou engravidar”. Não, não é assim! Os óvulos que acompanham a idade e a eficácia da fertilização também é menor em mulheres mais velhas, atingindo 5% de sucesso acima dos 40 anos.

Quando devo escolher o momento para engravidar?

Não podemos ter tudo, nem todos os objetivos ao mesmo tempo.

Qual é o melhor momento para a gestação?

É quando a mulher está saudável, preparada e num relacionamento emocional estável com uma pessoa que possa ser um bom companheiro ou companheira.

Quem deve pensar em preservar a fertilidade?

Mulheres que desejam postergar a maternidade em prol da estabilidade econômica ou por priorizar a carreira, aquelas que apesar do desejo reprodutivo ainda não encontraram o parceiro ideal e mulheres com problemas graves de saúde, como câncer, que necessitam de tratamento imediato e desejam preservar a fertilidade para realizar o sonho da maternidade assim que curadas.

Quando se deve congelar óvulos?

Procure congelá-los até os 35 anos. A idade ideal de congelamento é para mulheres abaixo de 30 anos, visto que a reserva ovariana está em seu auge e os óvulos apresentam qualidade superior. Após essa idade também é possível, porém a qualidade dos óvulos é menor, assim como as taxas de sucesso na gestação no futuro.

Quais são as candidatas para receber óvulos doados?

Mulheres que querem engravidar com mais de 40 anos ou que já entraram na menopausa, e, portanto, não produzem mais óvulos. Mulheres que já vivenciaram múltiplas falhas de tratamento ou abortos, quadros de falência ovariana prematura ou mulheres que tenham alterações genéticas graves. Felizmente o número de doadoras está crescendo, possibilitando a realização do sonho da maternidade para casais já sem esperança.

Como funciona a gravidez para os casais homoafetivos?

A gestação pode ser compartilhada, isto é, casais formados por duas mulheres permite a participação de ambas na gestação. Uma delas irá fazer a estimulação ovariana e captação de óvulos enquanto a gestação ocorrerá no útero de sua parceira. Nesses casos se utiliza sêmen doado.

A doação de óvulos é a opção de casais formados por dois homens, podendo ser utilizado o sêmen de um dos parceiros. Também necessitam da ajuda de uma mulher da família de um dos futuros pais para gestar a criança.

Ficam assim alguns esclarecimentos a respeito de fertilidade, tentando auxiliar quem deseja a maternidade mesmo em um futuro incerto.

Ver perfil

Matéria Por

Dra. Thais Vitti Bedran de Castro

Ginecologia e Obstetrícia

CRM/SP 125.718 53107 | São José do Rio Preto

Deixar Comentário