Sarcopenia

ORTOPEDIA

Sarcopenia

O que é?

A palavra derivada do grego significa “pobreza de carne” e diz respeito à diminuição da massa magra (músculos) no corpo. A doença é diagnosticada através dos critérios de baixo índice de massa magra, diminuição de força muscular e baixo desempenho físico. A prevalência de sarcopenia na população geral de idosos é de 15%. As taxas são fortemente associadas à idade, chegando a 46% entre os indivíduos maiores de 80 anos. Outros fatores associados de forma independente são a presença de comprometimento cognitivo, baixo nível socioeconômico, tabagismo e comprometimento do estado nutricional. A sarcopenia do idoso pode ser causada por alterações hormonais e fisiológicas do próprio envelhecimento e por doenças que ocorrem frequentemente na velhice, mas está principalmente associada ao sedentarismo e à má alimentação.

Doenças que limitam a mobilidade, problemas dentários e até a depressão são fatores que influenciam para o aparecimento de perda da massa magra nos idosos. Nas pessoas saudáveis, a diminuição da massa magra, geralmente, inicia-se após os 30 anos de idade, com perdas em torno de 1% a 2% ao ano. Sem medidas preventivas, idosos com 80 anos de idade podem ter somente 50% de sua massa muscular da juventude. Entretanto, a sarcopenia não está ligada apenas ao envelhecimento. Algumas doenças como o câncer, processos infecciosos ou inflamatórios graves, traumatismos sérios, doenças neurológicas levam a uma perda de massa muscular acelerada, muito mais grave do que aquela que ocorre no envelhecimento. A sarcopenia tem implicações diretas na qualidade de vida, no metabolismo ósseo e aumenta o risco de lesões e fraturas decorrentes das quedas.

Quais os sinais e sintomas?

A perda de massa muscular costuma demorar para ser percebida. Alguns dos primeiros sinais são:

1. Dificuldade em realizar atividades físicas, anteriormente consideradas fáceis, como subir escada, trocar uma lâmpada e carregar malas ou compras;

2. Desequilíbrio ao andar em terrenos acidentados, como ruas com desníveis e buracos;

3. Quedas constantes, geralmente quando a perda muscular já está em estado avançado.

Como prevenir ou minimizar?

Atividade física e uma dieta equilibrada orientada por profissional e rica em proteínas - principalmente para os pacientes idosos que não tenham nenhuma contraindicação para isso - são os meios mais eficazes para prevenir ou minimizar a sarcopenia.

Matéria Por

Cleber Marcial Aguilar Verquietini

CRM/MT: 7263 RQE: 2892 | TEOT: 12684 | Rondonópolis

Deixar Comentário