Vamos falar sobre varizes...

CIRURGIA VASCULAR

Vamos falar sobre varizes...

Varizes são veias dilatadas e tortuosas que perderam suas principais funções como, por exemplo, retornar o sangue aos pulmões. Sabe-se que são de causa hereditária, ou seja, dos pais para os filhos, e também atingem mais as mulheres de média idade. Gestações ou trabalhos que demandem esforço físico facilitam e antecipam o desenvolvimentos das varizes. Os sintomas mais comuns são sensação de peso no final do dia, pernas cansadas, inchaço, câimbras noturnas, choques e dor nos trajetos varicosos.

As principais veias acometidas são as safenas e suas colaterais, e também veias perfurantes popularmente chamadas de varizes internas. O diagnóstico é feito pela avaliação dos sinais e sintomas que o paciente relata associado ao exame físico realizado por um médico angiologista. Como método diagnóstico auxiliar, temos o fleboscópio, que trata-se de um aparelho que em contato com a pele possibilita a visualização das varizes superficiais.

O venoscópio possui praticamente a mesma capacidade do fleboscópio, porém sem a necessidade de contato com a pele. O ultrasson modo Doppler é um método de extrema valia ao cirurgião vascular pois com ele alcançamos um diagnóstico praticamente exato, como também melhor precisão em procedimentos em nível de consultório. O tratamento é de extrema importância e deve ser instituído o mais precoce possível por se tratar de uma doença que além dos sintomas incomodativos (e por vezes incapacitantes), podem evoluir com complicações que envolvam a parte estética ( como uma coloração amarronzada na parte inferior das pernas) e também alterações mais complexas como úlceras nas pernas e trombose.

Em alguns casos, o desprendimento de êmbolos das veias das pernas para o pulmão podem causar uma grave complicação conhecida como embolia pulmonar. O tratamento clínico evolve desde medicamentos, os chamados flebotômicos, utilização de meia elástica, realização de atividade física (caminhadas) e períodos de repouso com membros inferiores elevados. Para os famosos “vasinhos” utiliza-se com maior frequência a aplicação com esclerosantes, espuma e até laser.

Já para as varizes de maior calibre temos 3 principais tipos de tratamento:

1. Cirurgia com microincisões “pescamos” essas veias e, extirparmos as mesmas. Procedimento feito em centro cirúrgico.
2. Endolaser com uma fibra queimamos as veias varicosas, principalmente quando as safenas estão envolvidas. Procedimento feito em centro cirúrgico.
3. Espuma ecoguiada, procedimento realizado em consultório, em algumas sessões. Neste método elegemos algumas veias para serem puncionadas e injetamos a espuma dentro da veia, colabando a mesma.

Mitos e verdades

• As varizes e os vasinhos não são causados por atividade física como caminhadas, musculações, ginásticas, subir ou descer escadas. Porém as profissões que o paciente fica por muito tempo em pé (professores, balconistas, secretárias, cozinheiras, e até mesmo modelos) facilitam o aparecimento de varizes.

• Varizes também acometem os homens, mas de fato são mais comuns em mulheres.

• Varizes possuem componente genético/ hereditário, ou seja, se seu pai tem, você possui maior chance de tê-las.

Ver perfil

Matéria Por

Jihad Mohamad Mansour Abdallah

Cirurgia Vascular

CRM/PR: 30743 | Paranavaí

Deixar Comentário