PSICÓLOGA

A importância da Avaliação Neuropsicológica para o diagnóstico

A avaliação Neuropsicológica tem a finalidade de fornecer subsídios para o diagnóstico de doenças que influenciam no funcionamento cognitivo, além de colaborar para identificar transtornos mentais e avaliar o nível cognitivo de indivíduos que serão submetidos à cirurgias.

A avaliação consiste de testes psicométricos específicos para a faixa etária do sujeito, que mensuram o nível de coeficiente intelectual, atenção e concentração, estado emocional, nível de ansiedade e depressão e aspectos relacionados à personalidade.

Como instrumento indispensável para o diagnóstico de transtornos relacionados ao aprendizado, é a partir da avaliação neuropsicológica que a escola e a família recebem orientações em relação à conduta a ser adotada para minimizar as dificuldades da criança e a mesma possa ter a mesma oportunidade de aprendizado que os demais.

Normalmente solicitada por um médico, a avaliação pode ser utilizada em várias situações e em indivíduos de qualquer idade, desde bebês a partir de 12 meses para investigação de déficits no desenvolvimento neurobiológico, até pessoas na terceira idade com suspeita de deterioração das capacidades mentais. Por ser flexível a cada caso clínico particular, é adequada para exploração das capacidades cognitivas de pacientes com danos ou lesões cerebrais. Também utilizada como complemento de exames de neuroimagem, trazem informações de suma importância que podem passar despercebidas em outras metodologias de exames.

Assim sendo, a avaliação Neuropsicológica é um valioso instrumento para diagnóstico de TDAH, Transtorno de Espectro Austista, Esquizofrenia, Alzheimer e outras comumente associadas as habilidades cognitivas.

Ver perfil

Matéria Por

EDNA OLIVEIRA AGUIAR

Psicólogo

CRP 06/70209 | Bauru

Deixar Comentário

Outras MATÉRIAS