PSICOLOGIA

Consumismo: como estão suas emoções?

Natal, Ano Novo, férias, aniversários, casamentos, viagens, festas, entre outros. São nestes eventos ou períodos que talvez mais gastamos nosso dinheiro, correto? E é claro que, quando você compra ou paga por um presente ou uma viagem, analisa racionalmente: “Só vou comprar se tiver dinheiro!”. Então, obviamente, você faz o que uma pessoa faz quando não tem dinheiro suficiente: não compra, certo? Nem sempre! Ainda mais sabendo que existe a “incrível” possibilidade de parcelar (cartão de crédito) ou de ganhar descontos e brindes, não é mesmo?

Estudos indicam que a maioria dos endividamentos não é única e exclusivamente devido a falta de conhecimento em finanças, e sim devido a questões EMOCIONAIS. Num caso extremo, pode ser resultado de uma fratura emocional normalmente ocorrida na infância (0 a 12 anos) ou ainda de uma frustração em alguma outra área da vida. Por exemplo, você ficaria sem dar um presente de casamento para um grande amigo que te convidou com muito carinho para ser padrinho( a)? Como você se sentiria em não dar este presente? Ou ainda, ficaria sem presentear seus filhos no Natal, depois de um ano no qual se comportaram bem?

Nem sempre é fácil responder a estas questões de maneira exclusivamente racional. Dependendo do evento ou principalmente das pessoas envolvidas, a parcela EMOCIONAL nessas decisões aumenta. Sem falar naquela voz que diz: “Esse presente é de pobre, o que vão falar de mim?”, ou ainda ”Presente bom é presente caro!”, que muitas vezes nos faz sentir culpados em não comprar ou não comprar algo “bom”. Sem falar quando seu filho ou filha quer aquele mesmo brinquedo (caro) que o amigo(a) da escola tem. No livro “Dinheiro é emocional”, o coach Tiago Brunet mostra que “o ponto fundamental são as emoções”, ou seja, “o que controla as SUAS emoções também governa o SEU destino financeiro”.

Para ele “dinheiro no bolso sem propósito, é dinheiro perdido!”. Assim, o quanto você está cuidando de suas emoções? Você realmente se conhece a ponto de entender o que te faz agir? E, ainda, age no momento certo? E quando age, age da maneira e intensidade corretas? Esses são alguns dos desafios dos quais devemos nos preocupar também em nossa vida financeira. No Instituto Mente Mestra temos o foco em ajudar pessoas a buscarem a sua melhor versão trabalhando com coaching e muita inteligência emocional e psicológica. Atendimentos psicológicos e de coaching financeiro (individuais e em grupo), cursos e treinamentos (on-line e presencial), análise de perfil comportamental, orientação profissional e palestras são algumas das atividades desenvolvidas.

Ver perfil

Matéria Por

BRUNA GOMES MACHADO PIMENTA

Psicólogo

CRP 05/40654 | Macaé

Deixar Comentário

Outras MATÉRIAS