OFTALMOLOGIA

Olho preguiçoso: o que é isso?

O desenvolvimento visual na infância pode sofrer interferências de diversas patologias oculares cujo diagnóstico muitas vezes é difícil, pois raramente a criança se queixa de alguma dificuldade. Segundo a Associação Americana de Oftalmologia Pediátrica, o exame ocular em crianças deve ser feito ao nascer (teste do olhinho), aos 6 meses, 2 anos, 4 anos, 6 anos (fase de pré- alfabetização) e anualmente após esta idade. O desenvolvimento da visão se dá desde a vida intra-uterina até aproximadamente os 7 anos de idade. Por isso é fundamental o diagnóstico e tratamento de patologias oculares que podem ocorrer neste período. A principal patologia a ser combatida é a Ambliopia (olho preguiçoso), que pode levar à cegueira se não tratada. É quando, por algum motivo, o olho não consegue melhorar a visão mesmo com o uso de óculos. Acontece se algo prejudica a boa qualidade da imagem no período de desenvolvimento visual. Se nada for feito, este olho que não tem a imagem perfeita é deixado de lado e o outro olho assume a visão.

São algumas causas de ambliopia:

• Diferença de grau entre os olhos, com uma imagem mais embaçada que a outra;

• Presença de estrabismo (desvio dos olhos), onde a fixação ocular é sempre feita por um dos olhos;

• Barreiras visuais, como por exemplo catarata congênita , ptose congênita (queda das pálpebras);

• Doenças infecciosas : rubéola e toxoplasmose congênita adquiridas pela mãe no período gestacional.

O tratamento da Ambliopia visa a eliminação da dificuldade na formação da imagem adequada (prescrição de óculos, eliminação da catarata etc) e a utilização de tampão no olho bom para estimular a visão do olho com déficit visual. O uso do tampão é bastante penoso para os pais e para a criança. Os adesivos, que podem causar muita irritação na pele, obrigam a criança a enxergar com o olho de pior visão. Porém, com uma boa explicação do oftalmologista, um bom entendimento dos pais e seriedade no tratamento, os resultados são promissores, podendo haver uma grande melhora na visão da criança.

Matéria Por

Andressa Ost Van Gysel

Oftalmologia

CRM/SC 19325 | RQE 11390 | Joinville

Deixar Comentário

Outras MATÉRIAS