Novembro Azul

UROLOGIA

Novembro Azul

Novembro azul é uma campanha mundial de conscientização dirigida aos homens, e também à sociedade em geral na tentativa de alertar e informar a respeito das doenças masculinas, com ênfase principalmente na prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata. O movimento surgiu na Austrália no ano de 2003 com o nome de Movember, uma alusão à palavra moustache, bigode em inglês. Apareceu nesse período em virtude do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata que tem como data específica 17 de novembro. No Brasil, o Novembro Azul foi criado com a intenção de quebrar o preconceito masculino em fazer avaliações médicas periódicas, e quando necessário, inclusive fazer o exame digital da próstata, amplamente conhecido como toque retal.

Inúmeros acontecimentos no ano de 2014 impulsionaram o movimento, com iluminações de azul de vários pontos turísticos pelo Brasil, dentre eles o Cristo Redentor e o Congresso Nacional. O câncer de próstata é o mais freqüente no sexo masculino. Análises sugerem que a cada seis homens, um terá câncer de próstata. A expectativa é de 70.000 casos novos por ano no Brasil. A partir desses dados, o objetivo da campanha é justamente combater a doença, ou seja, motivar a população masculina a realizar exames preventivos enquanto “não sente nada”. Após o aparecimento dos sintomas, mais de 95% dos casos já estarão em fase avançada. Por isso, é importante o exame periódico através do PSA em associação com o toque retal.

Recomenda-se que a partir dos 50 anos se comece a realização desses exames periódicos. Conforme fatores de riscos que aumentem essa possibilidade, ou seja, homens com parentes com câncer de próstata, principalmente pai ou irmãos mais velhos, recomenda- se iniciar essa rotina aos 45 anos. Os principais fatores de risco para câncer de próstata, além da história familiar já mencionada, são: alimentação rica em gorduras animais, raça negra, sedentarismo e obesidade. Assim, dessa forma, percebe-se que o câncer de próstata na realidade não pode ser evitado, mas que essas campanhas, servem sim, para detecção precoce, ou seja, identificar em fase inicial quando ainda é possível se buscar um tratamento curativo, onde a doença ainda possa ser controlada. 

O câncer de próstata é o mais frequente no sexo masculino. Análises sugerem que a cada seis homens, um terá câncer de próstata. A expectativa é de 70.000 casos novos por ano no Brasil. A partir desses dados, o objetivo da campanha é justamente combater a doença, ou seja, motivar a população masculina a realizar exames preventivos enquanto “não sente nada”.

Ver perfil

Matéria Por

Antonio Ivo Moritz Neto

Urologia

CRM 12503 | RQE 8697 | Florianópolis

Deixar Comentário