Transtorno de Déficit de Atenção - TDAH

PSIQUIATRIA

Transtorno de Déficit de Atenção - TDAH

O transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, conhecido pela sigla TDAH, é caracterizado pela presença simultânea, ou não, de sintomas como desatenção, hiperatividade e impulsividade. Esta é uma doença comum da infância, mas também pode persistir nos adultos quando não é tratada ainda quando criança.

Os primeiros sinais desta doença são excesso de desatenção, agitação, teimosia, agressividade ou atitudes impulsivas, que fazem com que a criança tenha um comportamento inadequado, que prejudicam o rendimento na escola, já que ela não presta atenção, não se concentra e se distrai facilmente, além de poder causar muito estresse e desgaste aos pais, familiares e cuidadores.

Estes sintomas surgem, principalmente, antes dos 7 anos de idade e são mais fáceis de identificar nos meninos do que nas meninas, pois eles têm tendência para mostrar sinais mais claros. As suas causas não são conhecidas, mas existem alguns fatores genéticos e ambientais, como problemas e conflitos familiares, que podem levar ao aparecimento e persistência da doença.

A criança hiperativa pode demonstrar este comportamento em qualquer lugar, como na escola, em casa, na igreja, e são muito desgastante aos pais, cuidadores ou professores.

Antes de se pensar em déficit de atenção e hiperatividade, é importante observar os sinais que a criança demonstra e tentar entendê-la, já que o nervosismo, medo ou cansaço, por exemplo, são situações que também podem gerar alterações no comportamento.

O que fazer em caso de suspeita Caso se suspeite de TDAH, é importante consultar o pediatra para ele observar o comportamento da criança e avaliar se existe necessidade de preocupação. Caso ele identifique sinais do transtorno, poderá indicar a consulta de outro especialista, pois, normalmente, o diagnóstico do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade é feito por um psiquiatra ou neuropediatra na idade pré-escolar.

Para confirmar o diagnóstico, o especialista poderá pedir para observar a criança na escola, em casa e nos outros locais do seu dia-a-dia para confirmar se existem, pelo menos, 6 sinais que indiquem a presença do transtorno.

O tratamento deste transtorno inclui o uso de medicamentos prescritos pelo psiquiatra como a Ritalina, além de terapia comportamental com psicólogo ou a combinação destes.

 

Se tem dúvidas se é TDAH, faça o nosso teste respondendo as questões à seguir:

Quais são os sintomas

Os sinais que ajudam a identificar o transtorno do déficit de atenção de hiperatividade são divididos em 3 grupos:

A desatenção pode ser identificada por:

Dificuldade para prestar atenção ou errar por descuido em atividades lúdicas, escolares ou de trabalho;

Parecer não escutar quando fala com ele;

Não seguir instruções em tarefas escolares, domésticas ou deveres profissionais;

Perder coisas necessárias para tarefas ou atividades;

Evitar tarefas que exigem esforço mental constante;

Esquecimentos frequentes em atividades diárias.

 

Já a hiperatividade tem as seguintes características:

Agitar as mãos ou os pés ou se remexer na cadeira;

Abandonar a cadeira da sala de aula ou outras situações onde se espera que permaneça sentado;

Correr ou escalar objetos de forma exagerada, em situações inapropriadas;

Dificuldade em brincar ou envolver-se silenciosamente em atividades de lazer;

Estar frequentemente “a mil” ou muitas vezes agir como se estivesse “a todo o vapor”;

Falar de forma exagerada.

 

Os sintomas de impulsividade são:

Dar respostas precipitadas antes das perguntas terem sido concluídas;

Ter dificuldade em esperar a sua vez;

Interromper ou se meter em assuntos dos outros.

Ver perfil

Matéria Por

Ana Karine Leitão do Vale

Psiquiatria

Deixar Comentário