O que é Aneurisma da Aorta Abdominal?

CIRURGIA VASCULAR

O que é Aneurisma da Aorta Abdominal?

Aneurisma da aorta abdominal (AAA) é uma dilatação (abaulamento) dessa artéria na altura do abdômen, com um aumento de pelo menos 50% do seu diâmetro normal.

A aorta é a maior artéria do corpo humano, e leva sangue do coração para todos os órgãos, passando pelo tórax e abdômen.

O AAA é uma doença grave, com altas taxas de mortalidade, mas com grandes chances de cura quando diagnosticado precocemente.

Cerca de 4% da população sofre com o problema e, em pessoas com mais de 60 anos, o percentual aumenta para 6%, tendo seu pico em pessoas entre 75 e 80 anos (10%). Algumas vezes pode se apresentar em faixas mais jovens da população, mas é raro.

 

Causas

Os dados são estatísticos e tudo indica que se deve à aterosclerose, que é caracterizada pela presença de placas de gordura nas artérias. Entretanto, estudos recentes mostram sua relação com uma alteração na estrutura da parede da aorta.

Se não for tratado, o aneurisma cresce, tornando as paredes da artéria mais frágeis, até que se rompam. A ruptura de um aneurisma da aorta abdominal pode levar à morte.

 

Fatores de risco

Os fatores de risco para o desenvolvimento de um aneurisma da aorta abdominal incluem:

Idade acima dos 60 anos;

Tabagismo (cerca de 75% dos AAA ocorrem em fumantes);

Ser do sexo masculino (4 a 6 vezes mais);

Histórico de aneurisma na família;

Hipertensão;

Colesterol alto;

Histórico de outro aneurisma vascular;

Altura elevada;

Doença arterial coronariana;

Doença cerebrovascular;

Arteriosclerose;

Hipercolesterolemia.

 

Prevenção

O melhor tratamento é a prevenção, portanto, quem possui dois fatores de risco ou mais deve procurar um angiologista ou cirurgião vascular. O diagnóstico é realizado através de exame clínico, radiografia de abdome, ultrassonografia com Doppler e/ou angiotomografia/ angiorressonância do abdômen e pelve. Ou seja, exames acessíveis e pouco invasivos.

Em casos de ruptura do aneurisma, a taxa de morte é de 90%. Metade dos pacientes com rotura não chega com vida ao hospital. Atendimento médico e imediato é essencial nesses casos.

Para reduzir o risco de desenvolver aneurismas da aorta abdominal, mantenha uma dieta saudável para o coração, exercite-se, pare de fumar e reduza a tensão do dia a dia. Controle também seu colesterol por meio de medicamentos que o médico poderá lhe recomendar. Além disso, se lhe forem receitados medicamentos para pressão arterial ou diabetes, siga a orientação médica corretamente.

 

Tratamento

O tratamento quando iniciado precocemente é focado no aconselhamento a cessar o hábito de fumar e encorajar a procurar tratamento apropriado para hipertensão arterial sistêmica, dislipidemia, diabetes e outros fatores de risco da aterosclerose. O tratamento cirúrgico pode ser aberto ou fechado por via endovascular (com endopróteses).

Entre em contato com o seu cirurgião vascular para entender melhor seu tratamento.

 

Ver perfil

Matéria Por

Bruno Miana Caiafa

Angiorradiologia

CRM/RR 1748 RQE 169 RQE 168 | Boa Vista

Deixar Comentário