ODONTOLOGIA ESTÉTICA COM ÉTICA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA COM ÉTICA

Nesta conjuntura, um dos procedimentos da odontologia estética e funcional diz respeito às LENTES DE CONTATO DENTAIS. “tratam-se de facetas de porcelana que não requerem desgate tradicional do dente, com textura e forma de dentes naturais, para a reabilitação do sorriso, integrado à estética da face”.

Dr. Júnio Silva explica que o propósito da técnica é não desgastar os dentes na restauração do sorriso. “Para que esta situação exista, é imprescindível que os dentes estejam completamente saudáveis, sem nenhum tipo de restaurações pré-existentes, escurecimento, tratamento de canal e, sem problemas de oclusão e de posicionamento em relação aos lábios. O paciente deve apresentar condições de contorno e de saúde gengival adequadas, nem risco de doença cárie”, destaca o odontólogo.

Consciente de seu papel social enquanto profissional da odontologia, Dr. Júnio é categórico ao criticar o desrespeito ao cálculo de risco/benefício do tratamento odontológico, já que determinados planos de tratamento dentários acabam por usar o marketing e a mídia como artimanha de apelo aos pacientes, que, facilmente, para atender suas demandas estéticas, acabam por se submeter a intervenções sem critérios e respeito a protocolos clínicos e científicos.

O que deve ser totalmente compreendido por todos os leitores é que uma Odontologia sem desgaste é completamente possível e fortemente recomendada. Mas cada dente oferece uma condição específica e desafiadora para o dentista elaborar uma correta técnica para o caso, pois para os dentes que não possuem as condições acima citadas, outras restaurações devem ser consideradas, tais como as facetas clássicas, as facetas estendidas ou as coroas de porcelana para promover ótima durabilidade ao tratamento.

Nesse sentido, se um dentista convence seu paciente a fazer lentes de contato dizendo que a literatura científica mostra que essas restaurações podem durar dezesseis anos ou mais, é crucial que se LEMBRE que estes estudos são conduzidos sob os mais rígidos critérios de indicação e ainda são executados em ambiente acadêmico em condições ideais de controle.

Contrariamente, por exemplo, ao avaliar outro estudo em que apenas foi feita uma reavaliação de facetas feitas no serviço de saúde pública do Reino Unido, observou-se que mais de 50% das facetas, feitas fora das condições ideais, falharam precocemente. Ou seja, as facetas e as lentes de contato dentais podem ser fantásticas com possíveis dezesseis anos ou mais de durabilidade, ou podem comprometer a saúde do indivíduo a médio e a longo prazo, mesmo estando bonitas no sorriso.

Assim, é extremamente importante que os pacientes sejam críticos ao conversarem com seus dentistas sobre as lentes de contato e a possibilidade de terem o sorriso e a estética facial melhorados. O Dr. Júnio orienta que avaliem o portfólio de fotografias dos casos clínicos que o dentista já tenha realizado, e principalmente exijam um plano de tratamento personalizado e somente definido após um bom exame clínico e uma análise do potencial estético/ funcional por meio de fotografias e de técnicas simulação do sorriso final.

 

Matéria Por

JÚNIO SILVA

Odontologia

CRO/SC 9962 | Balneário Camboriú

Deixar Comentário