Oportunidade na Crise

PSICOLOGIA

Oportunidade na Crise

Um mestre e seu discípulo estavam fazendo sua peregrinação anual. Durante sua caminhada eles subiram uma montanha e quando atingiram seu cume se depararam com um casebre horrível, uma casa extremamente pobre. O mestre anda por tudo com seu discípulo e encontra o dono da casa. Ao encontrá-lo, o mestre o questiona: - Do que vocês vivem aqui? E o homem responde: - Vivemos do leite da vaca. O mestre faz um silêncio profundo, continua andando pelas redondezas da casa e decide passar a noite lá para partir antes do amanhecer.

Ao acordar, bem cedinho, antes que o dono do casebre acordasse, o mestre disse ao discípulo: -Encontre a vaca e a lance ao precipício. O discípulo muito assustado questiona o mestre: - Como assim mestre, que falta de misericórdia, de compaixão! Não os ouviu dizer que eles sobrevivem da vaquinha e o senhor quer que eu a jogue no precipício? O mestre mais uma vez, calmamente disse: -Jogue a vaquinha no precipício. O discípulo, na qualidade de bom discípulo, obedeceu seu mestre e jogou a vaquinha no precipício.

Depois disso foram embora e o discípulo entrou em uma grande crise existencial pelo que tinha feito. Muitos e muitos anos se passaram e por conta do peso na consciência, o discípulo lá retornou. Ao chegar lá, quase não reconheceu o local, estava tudo modificado, florido, bonito, uma grande e bela casa agora ocupava o lugar do antigo casebre no alto da montanha. Ele então pergunta a um homem se ele sabia por onde andava o antigo dono daquelas terras, e o homem responde: O dono sou eu, sempre fui eu.

E ele explica ao homem que era um discípulo que há muitos anos havia passado por lá. O homem se recordando do discípulo e do monge, diz: - Aconteceu um infortúnio depois que vocês estiveram aqui! A minha vaquinha caiu no precipício! Nós ficamos sem nada para comer ou para beber, então a gente teve que começar a fazer outras coisas para poder viver e começamos a plantar, com a plantação veio a prosperidade! Esta parábola, nos possibilita perceber que muitas vezes a nossa prosperidade não vem, a nossa vida não acontece, porque estamos literalmente resistindo a coisas que já cumpriram seu prazo de validade, mas, por sermos tão apegados a tais situações e por possuirmos aversão ao novo, não conseguimos pôr em exercício todo nosso potencial e habilidades.

Quando somos acometidos por alguma adversidade – quando nossa vaquinha é jogada ao precipício - temos que ter a ciência de que a partir deste obstáculo nos é dada a possibilidade de nos reinventar e reconstruir. É basicamente com isso que lidamos na psicoterapia todos os dias. A maior parte das pessoas procura fazer terapia quando sua vaquinha caiu no precipício. Tais pessoas, que estão passando por um momento crítico em suas vidas, se não possuírem coragem para dar um passo à frente, muito provavelmente acabarão por arrumar outra vaquinha ao invés de aproveitar essa oportunidade a fim de se transformar e evoluir.

Muitas vezes nossa própria vida concebe coisas para que a gente tenha possibilidade de evoluir. Então crises, quando bem administradas, podem fazer a vida se transformar para melhor. Na China os dois caracteres que são usados para designar a palavra crise significam dificuldade e oportunidade, que traduzindo, significam oportunidade na dificuldade. Ou seja, não entramos em nenhuma dificuldade de modo gratuito. Como dizia Jung ‘‘Tudo depende de como vemos as coisas, e não de como elas são.’’

Se frente a uma dificuldade a gente sentar e chorar, se vitimar, achar que a vida é ingrata e que nada dá certo, nada de novo irá acontecer. Mas se encontrarmos na dificuldade coragem para prosseguir, utilizando nossos talentos e potencialidades, poderemos nos transformar, evoluir e ir além. 
“Aquilo que se agita nas profundezas do teu ser será teus pensamentos. O que foram teus pensamentos serão tuas emoções. O que forem as tuas emoções serão as tuas atitudes O que forem as tuas atitudes será o teu destino.” (Upanishades)

Matéria Por

Flávia Sabóia

Psicólogo

CRP: 08/18225 | Apucarana

Deixar Comentário

Outras matérias desse profissional