Depressão na infância

PSIQUIATRIA

Depressão na infância

Depressão é uma doença grave, ao contrário do que muitos pensam, crianças também sofrem de depressão. Se não for tratada adequadamente, interfere no dia a dia das pessoas e compromete a qualidade de vida. Nos adultos, é mais fácil de ser diagnosticada. Eles se queixam e, mesmo que não o façam, suas atitudes revelam que não se sentem bem e a família percebe que algo de errado está acontecendo. Com as crianças, é diferente. Elas aceitam a depressão como fato natural, próprio de seu jeito de ser. Embora estejam sofrendo, não sabem que aqueles sintomas são resultado de uma doença e que podem ser aliviados. Calam-se, retraem-se e os pais, de modo geral, custam a dar conta de que o filho precisa de ajuda. A depressão que sempre pareceu um mal exclusivo dos adultos, hoje em dia afeta cerca de 1% a 3% das crianças na fase (pré puerperal) e 3% a 9% dos adolescentes.

O que pode causar a depressão infantil?

A etiologia da depressão tem sido estudada por vários autores, e não se encontrou uma causa específica que possa justificar quadros de depressão na infância. Entretanto, existem vários fatores de risco associados ao aparecimento da depressão, que podem ser encaixados em três categorias: biológica, psicológica e social/ambiental. Dentre as causas biológicas, a mais significante e bem estudada é o fator genético ou a hereditariedade para a depressão. Vários estudos tem mostrado altas taxas de depressão nos parentes adultos de crianças ou adolescentes com depressão. Em relação aos aspectos psicológicos sabe-se que situações traumáticas, tais como: separação dos pais, mudança de colégio, morte de uma pessoa querida ou animal de estimação podem desencadear quadros de depressão. Com relação aos aspectos sociais e ambientais imagina-se que a pobreza, faltas econômicas e sociais importantes podem estar relacionadas com a depressão.

Qual o tratamento para a criança?

O tratamento da depressão deve estar baseado em dois pilares: o medicamentoso e a psicoterapia.

Os principais sintomas de depressão na infância são:

• Sentimentos de desesperança;
• Dificuldade de concentração, memória ou raciocínio;
• Angústia;
• Pessimismo;
• Agressividade;
• Falta de apetite;
• Tronco arqueado;
• Falta de prazer em executar atividades;
• Isolamento;
• Apatia;
• Insônia ou sono excessivo que não satisfaz;
• Desatenção em tudo que tenta fazer;
• Queixas de dores;
• Baixa autoestima e sentimento de inferioridade;
• Idéia de suicídio ou pensamento de tragédias ou morte;
• Sensação freqüente de cansaço ou perda de energia;
• Sentimentos de culpa;
• Dificuldade de se afastar da mãe.

Ver perfil

Matéria Por

Adriano Rueda Maldonado

Psiquiatria

CRM/PR: 16425 | RQE: 9959 | Umuarama

Deixar Comentário

Outras matérias desse profissional