Varizes e o inchaço das pernas

CIRURGIA VASCULAR

Varizes e o inchaço das pernas

Uma das queixas muito frequentes em atendimento dos cirurgiões vasculares é o edema dos membros inferiores popularmente conhecidos por “inchaço das pernas”. O corpo humano é constituído entre 60% e 65% de água que fica distribuída dentro (intracelular) e fora (extracelular) das células. Quando a quantidade de líquido altera-se, aumentando a que está no espaço extracelular, ocorre o edema (inchaço). Esse inchaço pode se manifestar em qualquer parte do corpo. Neste artigo, trataremos especificamente do que ocorre nos membros inferiores.

Há diversas alterações que podem afetar esse equilíbrio entre a quantidade de líquido dentro e fora das células:

• O uso de medicações: muitos anti-inflamatórios, drogas usadas no tratamento da hipertensão, em especial os inibidores dos canais de cálcio - como a nifedipina e amlodipina, por exemplo - diversos hormônios, entre outras;

• Doenças de órgãos específicos, como as que atingem o coração, causando insuficiência cardíaca, ou as que comprometem o funcionamento dos rins, diminuindo sua capacidade de filtração e de eliminação principalmente de sal (sódio), ou ainda aquelas que alteram o funcionamento do fígado, patologias de tireoide;

• Linfedema que é o acúmulo de líquido e proteínas no tecido subcutâneo, abaixo da pele, por obstrução ou mal funcionamento dos vasos linfáticos. Com sua progressão, ocorrerão alterações tanto funcionais quanto estéticas que alteram a qualidade de vida dos seus portadores; quando atingem grandes proporções são também chamados de elefantíase;

• Profissões que exigem a permanência em pé ou sentado por longos períodos, o que causa um aumento da pressão hidrostática, resultando em extravasamento de líquido do meio intracelular para o extracelular;

• Alterações do sistema venoso profundo, as quais acarretarão maior dificuldade de retorno do sangue ao coração, o que pode ocorrer nos casos de trombose venosa, por exemplo;

• Varizes dos membros inferiores que são veias superficiais dilatadas que, normalmente, apresentam tortuosidades no seu trajeto.

Pelo exposto, pode-se perceber que há vários motivos para se ter inchaço nas pernas e nem sempre o edema será em consequência da presença de varizes. O tratamento a ser estabelecido vai depender do diagnóstico, tendo em vista que essas alterações também podem ocorrer concomitantemente como, por exemplo, um paciente que tenha insuficiência cardíaca ou insuficiência renal e varizes ou ainda qualquer outra combinação entre as causas citadas acima. O seu médico é quem poderá lhe orientar quanto ao diagnóstico e, na maioria das vezes, o cirurgião vascular consegue quantificar em quanto o tratamento das varizes poderá reduzir o edema.

Ver perfil

Matéria Por

Marcio Bertocco Meirelles

Cirurgia Vascular

CRM/MT 4681 | Rondonópolis

Deixar Comentário

Outras matérias desse profissional