A avaliação psicológica como um prognóstico imprescindível nos processos de seleção de pessoal

PSICOLOGIA

A avaliação psicológica como um prognóstico imprescindível nos processos de seleção de pessoal

Dos aspectos da personalidade às condições percepto-racionais levantados na seleção de competentes profissionais, proporcionando competitividade à empresa. O papel do psicólogo no recrutamento e seleção é justamente encontrar candidatos que estejam alinhados aos objetivos da empresa, de forma assertiva, com avaliações calcadas em métodos cientificamente sustentados, chegando a respostas mais confiáveis que opiniões leigas no assunto ou o puro acaso. Na VISION, prestamos serviços de recrutamento e seleção totalmente customizados, visando conciliar a cultura e valores da empresa, o perfil da vaga e as competências técnicas e comportamentais dos candidatos.

Somos uma empresa que trabalha com seleção de pessoal focada em competências e que oferece a maior bateria de testes psicológicos em um processo seletivo. Os testes avaliam construtos relacionados com a capacidade de desempenho, objetividade, controle geral e emocional, integração humana, dinâmica afetiva, perfil motivacional, neuroticismo, extroversão, abertura, amabilidade, conscienciosidade, entre outros fatores. Também são avaliadas questões relacionadas à administração do tempo, produtividade, condições percepto-racionais, como funcionamento do pensamento lógico, habilidades cognitivas, indicadores relacionados à memória, raciocínio verbal, raciocínio numérico e aos diversos tipos de atenção.

Para os cargos de gestão, avaliamos a liderança situacional, que permite a avaliação dos estilos preferidos e de julgamento de um líder em uma série de contextos de tomada de decisão, possibilitando medir a precisão do julgamento ao se defrontar com situações de liderança. O impacto da avaliação psicológica nos processos seletivos constitui-se do fato de que a empresa consegue, através da avaliação psicológica, filtrar os candidatos de acordo com as necessidades e exigências do cargo, podendo assim realizar um prognóstico do desempenho do novo colaborador. Há situações em que o candidato apresenta conhecimentos e habilidades potenciais à vaga ofertada, contudo sinaliza atitudes e comportamentos divergentes da cultura da organização, podendo acarretar dificuldades na realização do seu trabalho.

Contudo, a seleção de profissionais competentes proporciona competitividade à empresa, além de reduzir rotatividade, perdas financeira, administração de tempo e clientes. Também, um bom processo seletivo reflete na qualidade de vida do profissional, pois, como dizemos, “não só a empresa seleciona o candidato, como o candidato seleciona a empresa”, ou seja, deve-se haver uma conciliação entre a vaga e o candidato. Se o mesmo se adaptar, ele irá executar as atividades com eficiência, diminuindo a probabilidade do burnout ou outras doenças correlacionadas ao desencadeamento de má qualidade ou stress no trabalho. Embora seja um processo complexo, percebe- se a necessidade e a importância de uma avaliação psicológica realizada por profissionais qualificados para um resultado positivo e efetivo para candidatos e empresas.

Ver perfil

Matéria Por

EMANUELLE CAMPOS LIMA MOREIRA DE MELO

Psicólogo

CRP 18/00845 | Primavera do Leste

Deixar Comentário