UROLOGIA

Ureteroscopia Flexível

A urologia é uma das especialidades médicas que mais se desenvolveu nos últimos anos. A evolução tecnológica e o aperfeiçoamento das técnicas cirúrgicas tem possibilitado o tratamento de patologias graves com um trauma cirúrgico cada vez menor. Dentro deste contexto, houve uma evolução significativa no tratamento dos cálculos urinários conhecidos popularmente como “ pedras nos rins” . O desenvolvimento das novas técnicas e o emprego de tecnologias inovadoras como os endoscópios flexíveis e o Holmium laser possibilitam um maior conforto e uma recuperação mais precoce ao paciente.

A ureteroscopia consiste em na verificação do ureter ,por via endoscópica, através de um aparelho com uma microcâmera na ponta, que é passado pela uretra e bexiga, até chegar ao ureter. “A ureteroscopia flexível com holmium laser, iniciou-se do ponto de vista comercial, ou em larga escala, em 2002 , muito embora já tenhamos casos anteriores em instituições universitárias , em mínima escala.O uso de endoscópio flexível para acessar via urinaria foi descrito inicialmente em 1964. Em 1982 foi descrito uma grande serie de cirurgias para tratamento de cálculos ureterais e tumores, porem os aparelhos utilizados não possuíam recursos suficientes para obter índice de sucesso considerável.

Desde então os aparelhos vêm sendo melhorados o que proporcionou melhor difusão do método As novas técnicas endoscópicas flexíveis com holmium laser substituem procedimentos dolorosos, como cirurgias com grandes incisões e período prolongado de internação ou procedimentos como a “implosão” externa, que podem surtir hipertensão arterial e diminuição da função renal, a longo prazo. A Ureteroscopia flexível é um procedimento ambulatorial, que pode ser realizado em esquema de “Hospital dia”, com anestesia peridural , raqui ou somente sedação endovenosa, com duração média de 20 a 30 minutos, e permanencia total intra hospitalar de 6 a 24 horas.

“Além do menor custo , o índice de complicações é muito menor, sendo que o paciente geralmente está disponível socialmente para trabalhar , em 24 a 48 horas. A cirurgia inicia-se pela passagem de equipamento de endoscopia, o ureteroscópio, pela uretra, de onde ele atinge a bexiga e segue em direção ao ureter até a identificação do cálculo ou prossegue até o rim em casos de cálculo renal. Aparelhos de RX ajudam o cirurgião durante todo o procedimento, com inserção de cate teres, guias e sondas. Uma vez localizada, a pedra é então fragmentada com a utilização de Laser. Os fragmentos maiores podem então ser retirados com auxílio de pinças ou cestas especiais chamadas “baskets “.

As principais indicações da Ureteroscopia Flexível são para o tratamento de cálculos urinários de ureter alto (proximal), cálculos renais de até 2 centímetros, ou cálculos maiores de 2 centímetros com contraindicações para procedimentos mais invasivos. Há possibilidade de tratar cálculos maiores com mais de uma sessão cirúrgica (“cirurgia em dois tempos”). Este procedimento tem alto índice de sucesso sendo uma cirurgia minimamente invasiva. A taxa de pacientes livres de cálculos varia de 80 a 100% dependendo do tamanho e posição do cálculo. Trata-se de um dos métodos mais modernos para tratamento de cálculos urinários.

Ver perfil

Matéria Por

Ronaldo de Almeida Sesconetto

Urologia

CRM/GO 8170 | Rio Verde

Deixar Comentário

Outras MATÉRIAS