Cirurgia Guiada Implantes sem cortar o tecido gengival

Cirurgia Guiada Implantes sem cortar o tecido gengival

Na década de 60 a descoberta do fenômeno da Osseointegração fez com que a Odontologia passasse por uma revolução. Cirurgiões Dentistas, antes conhecidos por extrair dentes e mutilar pacientes, passaram a ter a oportunidade de devolver aos pacientes a liberdade de sorrir através dos implantes osseointegrados. Se levarmos em consideração os pacientes desdentados, antes a única solução para eles era a dentadura, prótese móvel apoiada no tecido mole. Com o desenvolvimento dos implantes, foi possível reabilitar pacientes totalmente desdentados com próteses fixas, ancoradas em parafusos de titânio que têm a capacidade de aderir no tecido ósseo.

O tratamento tradicional com implantes para desdentados totais é chamado protocolo. Este consiste em instalar uma média de seis implantes e fazer uma prótese total, unida por uma estrutura metálica que sustenta todos os dentes. Como os implantes devem ser instalados dentro do tecido ósseo para poderem servir de ancoragem, é necessário cortar o tecido gengival e descolá-lo do tecido ósseo para visualizar com precisão o local exato de instalação do implante.

Com o desenvolvimento da tecnologia, tanto para diagnóstico, quanto para a impressão em 3D, passou a ser possível visualizar o tecido ósseo do paciente, com muita precisão, na tela do computador, sem precisar descolar o tecido. A partir de um exame tomográfico, é possível operar o paciente no computador, escolhendo os melhores pontos para instalação dos implantes e, posteriormente, transferir estas posições exatas para a realidade. A tecnologia é chamada CAD/CAM (computer aided designed / computer aided manufactured) e a técnica é chamada Cirurgia Guiada.

Este nome foi criado porque, a partir do exame tomográfico com os implantes instalados, é feito um guia cirúrgico através de um processo de impressão em 3D. Como o guia cirúrgico comanda o posicionamento dos implantes, não há necessidade do cirurgião enxergar o osso para instalá-los.

Este tipo de técnica é indicado para pacientes que perderam todos os dentes e receberão implantes para realizar uma prótese fixa.

Após instalar os implantes, nota-se um tecido gengival totalmente preservado, apenas com os orifícios por onde a prótese irá ser parafusada. Com isto, a agressão é muito menor e o paciente pode receber uma prótese final tipo protocolo no dia seguinte à cirurgia.O resultado é um pós-operatório bem mais tranquilo, como se a cirurgia não tivesse acontecido. A revolução que esta técnica gerou pode ser comparada à videolaparoscopia para a medicina, permitindo pós-operatórios confortáveis e tranquilos. Esta técnica é indicada para pacientes que têm medo de dentista.

Ver perfil

Matéria Por

Valdecir Sanfelix Junior

Ortodontia

CRO/SP- 78677 | Presidente Prudente

Deixar Comentário