Aumento Mamário com Silicone

Aumento Mamário com Silicone

O implante de prótese mamária, ou mamoplastia de aumento é um dos procedimentos da cirurgia plástica mais realizados atualmente no Brasil. Com o decorrer do tempo, fatores como idade, genética, gravidez, alterações no peso, exposição ao sol e gravidade podem mudar o tamanho e a forma das mamas.

Mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho ou tiveram alterações na forma de suas mamas podem obter mamas mais firmes e com um melhor aspecto estético através desta cirurgia. A cirurgia pode aumentar o tamanho das mamas ou deixá-las simétricas, devolver seu volume ou reconstruí-las após perda total ou parcial. É importante lembrar que o implante mamário não consegue corrigir as mamas caídas. Nesses casos, geralmente é necessária uma mastopexia (lifting de mamas), que pode ser realizado em conjunto com esse procedimento.

Como pode ser feita a colocação da prótese?

A colocação da prótese pode ser feita acima ou abaixo do músculo peitoral, dependendo de cada caso. Da mesma forma, a introdução da prótese pode ser feita via sulco mamário (inframamária), pela axila ou pela região ao redor da aréola. Cada método possui suas vantagens e desvantagens. Estes prós e contras serão discutidos na consulta com um especialista em Cirurgia Plástica.

Quais os tipos de prótese disponíveis?

Existem diversas formas e volumes de prótese mamária para diferentes tipos de pacientes. O implante pode variar em sua forma (redondo, anatômico) em seu perfil (baixo, moderado, alto, super-alto, cônico). O revestimento da prótese também pode variar entre silicone (liso ou texturizado) e poliuretano. A escolha da prótese ideal para cada caso será feita em conjunto pela paciente e por um Cirurgião Plástico.

Qual o tipo de anestesia utilizado?

Os tipos de anestesia mais utilizados para cirurgia de mamoplastia de aumento são: anestesia local com sedação e anestesia peridural. Anestesia geral também pode ser necessária, principalmente quando são realizados procedimentos em conjunto. É importante salientar que a escolha do tipo de anestesia a ser utilizado vai depender da consulta com o médico anestesista.

Qual o tempo necessário de internação?

Este tempo pode variar de acordo com cada caso, mas, em média, entre 12-24h.

Quando vou ver os resultados da cirurgia?

O resultado de aumento do volume já é visto no pós-operatório imediato. Porém, o resultado final só é visto num período de 6 a 8 meses, com a diminuição do inchaço e amadurecimento da cicatriz.

Quais cuidados devem ser tomados no pós-operatório?

Deve-se evitar esforço com os braços por aproximadamente 2 semanas e atividade física por 1 mês. Será necessário o uso de sutiã compressivo por aproximadamente 30 a 45 dias. Dependendo do caso, também poderá ser necessário o uso de dreno de aspiração por aproximadamente 1 a 3 dias após a alta. Não pegar sol no local da cicatriz por aproximadamente 6 meses, para evitar o escurecimento da mesma.

Por fim, a decisão de se submeter à cirurgia de aumento de mama é pessoal e é você quem deve decidir se os benefícios estarão de acordo com seus objetivos. É importante saber que os resultados da cirurgia de implante de mama não são permanentes e os mesmos podem exigir substituição ao longo da vida. Você deve fazer acompanhamento com seu cirurgião plástico para discutir mudanças em seus seios. Com o tempo, seus seios podem mudar devido ao envelhecimento, às oscilações de peso, a fatores hormonais e à gravidade. Se, depois de alguns anos, você se tornar insatisfeita com a aparência de seus seios, você pode optar por se submeter a um procedimento de lifting de mama ou troca.

Ver perfil

Matéria Por

Pedro Flávio de Oliveira Batista

Cirurgia Geral

CRM/RN 5656 | RQE 1280 | RQE 2371 | Natal

Deixar Comentário