Lesão do ligamento escafo-semilunar

ORTOPEDIA

Lesão do ligamento escafo-semilunar

Os ligamentos atuam como conectores entre os ossos em uma articulação. Eles precisam ter elasticidade para produzir movimento entre os ossos, porém é preciso haver resistência suficiente para que o movimento não seja excessivo, o que poderia fazer o osso sair do lugar, causando uma luxação. O ligamento escafo-semilunar, que é aquele que une os ossos escafoide e semilunar, tem papel fundamental na biomecânica do punho. Seu mau funcionamento prejudica a função do punho sobrecarregando as demais articulações e levando, a longo prazo, a um quadro de degeneração articular no punho, ocasionando dor crônica e perda de movimento.

As lesões do ligamento escafo-semilunar podem ocorrer em acidentes ou traumas esportivos que envolvam queda sobre a mão, torção ou movimentos contra forte resistência. O quadro clínico é variável de acordo com o grau de lesão. Pode haver dor leve aos esforços, edema ou dor forte que impede o paciente de carregar peso e causa sensação de “perda de firmeza” no punho. O diagnóstico é feito através da história clínica, exame físico e exames de imagem, sendo importante a participação de um médico especialista em cirurgia da mão. Também, é fundamental que seja precoce para possibilitar o reparo do ligamento. Porém, não é raro o diagnóstico ser feito em fases mais tardias, onde já há degeneração articular. O tratamento é feito de acordo com o grau de lesão, tempo de lesão e perfil do paciente (idade, profissão, comorbidades) e pode ser feito com imobilização, fisioterapia, cirurgia aberta ou cirurgia por vídeo. Quando necessário cirurgia, o tempo de recuperação é lento, podendo levar até 6 meses para o retorno às atividades habituais.

Ver perfil

Matéria Por

Fabio Simão de A. Brandi

Ortopedia e Traumatologia

CRM/PR: 34488 | RQE: 19262 | Maringá

Deixar Comentário