Cirurgia Pós-Bariátrica - Melhore a Aparência com a Cirurgia de Contorno Corporal

Cirurgia Pós-Bariátrica - Melhore a Aparência com a Cirurgia de Contorno Corporal

A intervenção cirúrgica de contorno corporal, após grande perda de peso, melhora a forma e o tônus do tecido subjacente que sustenta gordura e pele e remove o excesso de gordura e flacidez da pele. O resultado é uma aparência mais normal do corpo, com contornos suaves. Esta é, em essência, a fase final do processo de perda de peso.

Após a cirurgia de redução de peso ou qualquer perda substancial de peso, a pele e os tecidos, muitas vezes, não têm elasticidade e podem não estar em conformidade com o tamanho reduzido do corpo. Como resultado, a pele, que foi severamente estendida, agora não tem sustentação:

• Os braços ficam flácidos;
• As mamas podem achatar e ficar com mamilos apontados para baixo;
• O abdômen pode se estender nas laterais e na zona inferior das costas, o que resulta em uma saliência semelhante a um avental;
• As nádegas, a virilha e as coxas podem apresentar flacidez, ocasionando bolsas suspensas de pele.

Cirurgias plásticas mais realizadas após uma grande perda de peso depois da gastroplastia?

• Abdominoplastia;
• Mamoplastia (com ou sem próteses de silicone);
• Lifting de coxas (lifting crural);
• Braquioplastia (cirurgia plástica dos braços);
• Torsoplastia (lifting do dorso);
• Abdominoplastia Circunferencial( Body Lifting).

É indicado para mim?

Antes de decidir se submeter ao procedimento, a perda de peso deve estar estabilizada.

• Se continuar a perder peso, a flacidez vai reaparecer
• Se o peso for rapidamente recuperado, você traumaticamente estressará sua pele já enfraquecida, causando estrias e cicatrizes alargadas na pele.

Se você se submeteu à cirurgia de redução de peso, seu cirurgião plástico irá trabalhar em estreita colaboração com seu médico para determinar quando será apropriado começar a reparação do contorno corporal.

Bons candidatos ao procedimento

• Adultos de qualquer idade, cuja perda de peso foi estabilizada;
• Indivíduos saudáveis que não tenham condições médicas que possam prejudicar a cicatrização ou aumentar o risco da cirurgia;
• Não fumantes;
• Indivíduos com atitude positiva e expectativa realista do resultado cirúrgico;
• Indivíduos empenhados em levar uma vida saudável, incluindo alimentação adequada e boa forma.

Ver perfil

Matéria Por

Diego Rovaris

Cirurgia Plástica

CRM/PR 31944 | Francisco Beltrão

Deixar Comentário

Outras matérias desse profissional