Método Blindado Europeu

Método Blindado Europeu

Gordura localizada e persistente no corpo é queixa frequente nos consultórios. Por inúmeros fatores, mesmo diante de um emagrecimento saudável e bons hábitos, determinadas regiões insistem em acumular gorduras que são difíceis de eliminar.

O que fazer? A evolução da ciência permite um tratamento abrangente da gordura, com atuação em muitos fenômenos fisiológicos de armazenamento e eliminação, mediados por recursos estéticos baseados em ciência e empregados adequadamente.

A fisiologia da gordura não é simples, pois compreende fenômenos bioquímicos e celulares. Desta forma, o tratamento da gordura necessita atuar nestes fenômenos com intervenções que promovam efeitos em nível celular.

Ideal para quem deseja procedimentos não invasivos, para melhora do contorno corporal e redução da gordura localizada em um prazo mais rápido que os tratamentos estéticos convencionais, o Método Blindado Europeu, desenvolvido pelo Fisioterapeuta, Mestre em Engenharia Biomédica e Doutor em Ciências Biomédicas Carlos Ruiz é uma ferramenta eficaz para suprir estes objetivos.

Por que Método Blindado Europeu? Método, pois envolve critérios científicos que obedecem a parâmetros preconizados para ser eficaz. O termo blindado refere- se à capacidade em inibir a formação de novas moléculas de gordura agregando- se às células adiposas tratadas. Europeu, é pelo fato de ter surgido na Europa, local em que o profissional é treinado pelo Dr. Carlos Ruiz.

O método consiste na associação de várias tecnologias eficazes para a morte (apoptose) e eliminação de parte das células de gordura na região tratada, e tem como base a criolipólise. Na aplicação, é utilizada membrana anticongelante, que é de uso individual e único, reforçando a segurança do paciente. Os equipamentos, assim como a membrana, são regulamentados pela ANVISA. Para aqueles que já foram tratados com criolipólise, este método distingue-se da criolipólise convencional. Não há desconforto após o procedimento.

Os primeiros resultados são visíveis em 48 horas, com provas histológicas de eficácia (figura A) e evoluem até meses após, ou seja, não se trata do popular “efeito Cinderela”, mas de transformações fisiológicas sobre o tecido adiposo.

Previamente, uma avaliação minuciosa é realizada para verificar se as condições de saúde do paciente são pertinentes, pois como qualquer tratamento, possui indicações e contraindicações. É neste momento que os objetivos do paciente são levados em consideração, inclusive a região a ser tratada.

A duração é de cinco semanas, e grande parte do resultado é obtido neste intervalo. É importante salientar que os resultados perdurarão se, e enquanto os hábitos de vida do paciente forem de acordo com as recomendações prescritas.

Ver perfil

Matéria Por

GABRIELA DE SOUZA CANATA RODRIGUES

Fisioterapeuta

CREFITO 146765-F | Araçatuba

Deixar Comentário