Perda de Peso Involuntário

GERIATRIA

Perda de Peso Involuntário

A Perda de Peso Involuntário (PPI) é a redução de pelo menos 5% de peso em 6 a 12 meses. A PPI ocorre em 15 a 20% dos idosos da comunidade e em 50 a 65% dos idosos hospitalizados, associando-se a desfechos desfavoráveis.

Quais as peculiaridades do peso corpóreo no idoso?

No idoso, ocorre uma progressiva substituição da massa magra por gordura (lipossubstituição), sendo mais sentido pelas mulheres devido à sua menor quantidade de massa magra. Espera-se perda de pelo menos 100g/ano de massa magra a partir dos 60 anos. Em geral, é mais comum que as idosas percam peso. A maior taxa de sobrevida é observada em indivíduos que envelhecem com IMC entre 25 e 30 kg/m², ou seja, sobrepeso.

O que pode causar perda de peso?
• Mudança estilo de vida;
• Alteração na preferência de alimentos;
• Condições de saúde;
• Olfato e paladar;
• Diminuição da eficiência mastigatória;
• Desbalanço hormonal.

Quais abordagens nutricionais a se realizar?

• Reforçar o sabor dos alimentos com uso de temperos;
• Cuidar da apresentação e temperatura dos alimentos;
• Observar as preferências individuais;
• Aumentar a densidade calórica e proteica dos alimentos;
• Uso de suplementos nutricionais;
• Dieta via sonda enteral.

O que pode causar perda de peso?

CAUSAS SOCIAIS: 

• Pobreza;
• Moradia solitária;
• Isolamento emocional;
• Desinformação nutricional.

CAUSAS PSÍQUICAS:

• Demência;
• Depressão;
• Luto;
• Anorexia / bulimia;
• Alcoolismo;
• Manipulação;
• Fobias.

CAUSAS CLÍNICAS:

• Doença sistêmica grave;
• Neoplasia;
• Efeito de drogas;
• Problemas com Dentição/Mastigação/Deglutição;
• Doenças do aparelho digestório;
• Incapacidade funcional.

Considerações finais

A perda de peso involuntário é uma queixa comum no consultório geriatra, sendo necessário uma abordagem multidisciplinar. Durante a investigação, um histórico clínico minucioso associado ao exame físico são essenciais para o diagnóstico correto. Dentre as causas orgânicas as neoplasias e doenças gastrointestinais se destacam, já entre as não orgânicas os transtornos psiquiátricos, particularmente a depressão vem à tona. O tratamento da causa base, associado a suporte nutricional são as medidas mais eficientes.

Ver perfil

Matéria Por

Fabio Dantas

Geriatria

CRM/PR: 22462 | RQE: 1242 | Cianorte

Deixar Comentário

Outras matérias desse profissional