Pele é com o Dermatologista

DERMATOLOGIA

Pele é com o Dermatologista

Quem é o Dermatologista?

O Dermatologista é o Médico Especialista no diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças da pele, pelos, mucosas, cabelos e unhas. São mais de 3 mil doenças. Orienta sobre cuidados gerais, problemas estéticos e trabalha na manutenção da beleza da pele. Exemplos de doenças: acne (espinhas), alergias, vitiligo, psoríase, queda de cabelo, melasma e câncer da pele.

O que é preciso para se tornar um dermatologista?

É preciso cursas medicina, com seis anos de estudo integral. E realizar uma pós-graduação, do tipo residência médica ou especialização, em serviço credenciado à sociedade brasileira de dermatologia (SBD), com duração de 3 a 4 anos, também em período integral. Nesta etapa, os médicos atendem pacientes e aprendem sobre as doenças da pele. Familiarizam-se com os tratamentos clínicos, cosmiátricos, laser, oncológicos e cirúrgicos. São quase 9 mil horas de estudo, apenas na residência, para tornar o médico apto a tratar e diagnosticar as diversas doenças e problemas da pele. Ao final desta etapa, o médico necessita registrar-se no conselho federal de medicina (CFM) como especialista em dermatologia, e para isso presta o rigoroso concurso de obtenção do título de especialista. Uma prova teórico-prática que avalia se o médico possui conhecimentos mínimos para ser reconhecido como especialista na área e poder ser denominado dermatologista. Todos os aprovados devem registrar os certificados nos conselhos regionais de medicina de seus estados, para obter o chamado registro de qualificação de especialista (RQE). 

Importância do médico especialista?

Infelizmente, nem todos os profissionais que se anunciam como dermatologistas são, de fato, especialistas. Existem cursos de pós-graduação lato sensu realizados aos finais de semana, com apenas 360 horas. o CFM destaca que esses cursos, ainda que reconhecidos pelo MEC, têm somente valor acadêmico. Não podem ser usados para a atividade profissional e não habilitam o médico a anunciar-se como especialista. Médicos que não possuem RQE não podem se intitular especialistas.

Como escolher um profissional?

A pele é o maior órgão do corpo humano e não pode ser tratada de maneira superficial. Há procedimentos que parecem simples, mas podem causar danos permanentes se forem mal indicados, ou realizados por pessoas não capacitadas. Existem diversos profissionais não médicos que podem atuar na área estética, e que as vezes, se confundem com dermatologistas. Portanto fique atento! No site do CFM você pode conferir se o profissional é realmente médico, e se ele é ou não especialista em alguma área.

Ver perfil

Matéria Por

Claudia Souza

Dermatologia

CRM/PR 35242 | RQE: 20056 | Campo Mourão

Deixar Comentário