Varizes e viagens longas

Varizes e viagens longas

Pernas paradas e pendentes durante muito tempo prejudicam o retorno venoso levando ao inchaço das mesmas. Além do edema, ocorrem desconfortos como cansaço e peso nas pernas.

Pacientes portadores de varizes têm um risco aumentado para desenvolver trombose venosa devido à estase venosa que ocorre nas veias dilatadas.

Assim, em viagens longas, é importante movimentar as pernas. Em viagens de carro, programe-se para fazer pausas em que possa sair do carro e caminhar um pouco.

Em viagens de avião, faça pequenas caminhadas ou movimente os pés para frente e para trás como se estivesse empurrando um pedal para contrair e relaxar a musculatura das panturrilhas. Isso vai empurrar a coluna de sangue de volta para o coração, melhorando a circulação venosa.

O uso de meia elástica também ajuda a prevenir a trombose venosa e reduz o inchaço e o desconforto.

Pacientes que já tiveram trombose e vão fazer viagens prolongadas, além dessas recomendações, devem fazer prevenção com uso de medicamentos.

Converse com um cirurgião vascular para mais orientações.

Ver perfil

Matéria Por

Guilherme M. Filho

Cirurgia Vascular

CRM/MS 1969 | RQE 424 RQE 2617 | RQE 2618 | Campo Grande

Deixar Comentário