Sarcomas de partes moles

Sarcomas de partes moles

Os sarcomas de partes moles são cânceres que se desenvolvem a partir dos tecidos de suporte do corpo. Os sarcomas de partes moles também podem se desenvolver em órgãos específicos, como o útero, estômago, pele e intestino delgado.

As partes moles correspondem a um grupo de tecidos localizados entre a epiderme e as vísceras, excetuando-se os ossos. Os tecidos moles incluem os vasos sanguíneos, linfáticos, músculos, tecido gorduroso, aponeuroses, tendões, nervos e os tecidos sinoviais (revestimento das articulações) equivalendo a cerca de 50% do peso corporal de um adulto.

Os principais tumores malignos de partes moles são os fibrossarcomas, lipossarcomas, rabdomiossarcoma, sinoviossarcoma, leiomiossarcoma, neurofibrossarcoma, histiocitoma, e sarcoma de kaposi.

No diagnóstico dos sarcomas, é imprescindível considerar a história natural da doença, a sintomatologia, o exame físico, os exames suplementares e, finalmente, a biópsia, e o exame anatomopatológico.

A sintomatologia dos pacientes com sarcoma de partes moles é variável, porque são vários tipos de tumores, que podem ocorrer, praticamente, em todos os sítios anatômicos.

O tratamento é bastante complexo o que pode incluir cirurgia, quimioterapia e radioterapia, e também novas modalidades de drogas já existentes.

A clínica Prognóstica possui profissionais com larga experiência no tratamento dessa patologia.

Ver perfil

Matéria Por

Amauri Ferreira De Oliveira

Cirurgia Oncológica

CRM/MS 3931 | RQE 2812 | Campo Grande

Deixar Comentário