Tratamentos Adjuvantes em Cirurgia Plástica

Tratamentos Adjuvantes em Cirurgia Plástica

Nas últimas duas a três décadas, a Cirurgia Plástica, enquanto ciência e área de atuação, se modernizou enormemente, ampliou seus horizontes e agregou áreas com forte link com nossa especialidade, até o momento não vistos como necessários ao atendimento integral ao paciente, como a nutrologia e a dermatocosmiatria.

Elas devem ser de domínio e utilizadas pelo próprio cirurgião plástico que assiste o paciente, sem fragmentá-lo entre outros profissionais. A dermatocosmiatria é a ciência dedicada ao estudo de procedimentos minimamente ou não invasivos como peelings, indução percutânea de colágeno por microagulhamento, toxina botulínica, preenchedores e cuidados com a pele, enquanto a nutrologia é o estudo e modulacão metabólica através dos alimentos, suplementos e dietas.

Em tempos de grande exposição da figura humana em redes sociais e da busca cada vez maior por beleza, concomitantemente a uma diminuição cada vez maior do tempo disponível para a recuperação cirúrgica, o cirurgião plástico moderno deve dominar procedimentos não- -cirúrgicos com curto tempo de recuperação, e ter conhecimento pleno dos alimentos, suplementos alimentares e nutracêuticos.

Além da utilização dessas ciências relacionadas à beleza, qualidade de vida e autoestima para o tratamento não-cirúrgico de pacientes que não desejam a cirurgia, ou naqueles em que a cirurgia é contraindicada, outro grande uso dessas ciências é o em-prego pré e pós-operatório das mesmas.

Com incontáveis avanços tecnológicos disponíveis, é inaceitável que a Cirurgia Plástica, estética ou reparadora, seja vista e praticada como era no século passado, assim, o preparo cirúrgico ideal de qualquer cirurgia estética eletiva deve começar ao menos 30 dias antes do procedimento operatório, através da orientacão nutricional, uso de suplementos e nutracêuticos, uso de fórmulas e procedimentos tópicos para melhoria da qualidade da pele que será submetida ao ato cirúrgico, melhorando o aspecto da cicatriz e acelerarando o processo cicatricial, além de tornar o período de convalescência menos sofrível e muito mais tolerável.

Acreditamos, e tornamos essa conduta rotineira em nossas clínicas, que qualquer procedimento em Cirurgia Plástica deve fazer uso de tratamentos adjuvantes iniciados muito antes da incisão e mantidos por meses após a operação, buscando melhores condições globais de saúde para recuperação e condições locais mais favoráveis para uma boa cicatrizacão, proporcionando, assim, resultados melhores e mais duradouros aos nossos pacientes.

Ver perfil

Matéria Por

ADALTO EVANGELISTA FILHO

Médico

CRM/SP 130.475 | Ribeirão Preto

Deixar Comentário