Novembro Azul

UROLOGIA

Novembro Azul

Especialmente no mês de novembro, é parte do dever médico, em especial do Médico Urologista, alertar toda a população sobre o Câncer de Próstata e outras doenças masculinas. O que se destaca neste mês é a iniciativa de promover o movimento para trazer atenção à saúde masculina. O preconceito com o exame do toque retal ainda é grande no Brasil: apenas 32% dos homens fizeram o exame. Isso explica porque 30% dos casos diagnosticados já estão em estágio avançado.

Um dado lastimável, visto que, se diagnosticado no início, as chances de cura do câncer de próstata somam mais de 90%. Homens com mais de 45 anos, com histórico familiar de câncer, devem procurar um urologista ao menos 1 vez ao ano para acompanhamento. Afrodescendentes são mais propensos a desenvolver quadros mais severos da doença, portanto, é indicado uma avaliação mais precoce, também a partir dos 45 anos. Homens com mais de 50 anos, em geral devem procurar um urologista ao menos 1 vez ao ano para acompanhamento; independente de terem ou não queixas ou sintomas.

Lembrar: o fato de não sentir nada não significa que esteja tudo bem! Uma das principais razões para esta doença ter proporções tão alarmantes é o simples fato de que os homens não têm o hábito de fazer exames preventivos, ao contrário das mulheres. Por estas razões homens têm uma expectativa de vida mais baixa. Portanto, o estímulo à prevenção através do simples acompanhamento de um urologista, deve partir não só do homem, mas das pessoas que o cercam. Atualmente, existe varias opções disponíveis para a realização do diagnóstico e tratamento. O acompanhamento de um profissional qualificado fará a diferença nesta trajetória.

Os fatos alarmantes:

• O câncer de próstata é o segundo câncer mais comum para o homem, perdendo apenas para tumores de pele;
• 1 a cada 6 homens será diagnosticado com câncer de próstata durante sua vida;
• O risco de ser diagnosticado com câncer de próstata aumenta conforme a idade;
• Estima-se que mais de 68.800 novos casos de câncer de próstata no Brasil, em 2014;
• O sul do Brasil é onde o câncer de próstata tem mais incidência: 91 a cada 100 mil homens;
• A cada 36 homens, 1 morrerá por câncer de próstata.
• (Dados do Instituto Nacional de Câncer – INCA e do Datafolha).

Ver perfil

Matéria Por

Leonardo Ortigara

Urologia

CRM/SC 15149 | RQE 7698 | Balneário Camboriú

Deixar Comentário