Setembro Amarelo acontece o ano inteiro!

PSIQUIATRIA

Setembro Amarelo acontece o ano inteiro!

No dia 10 de outubro, celebramos o Dia Mundial da Saúde Mental, neste ano de 2018 com o tema “Os Jovens e a Saúde Mental num Mundo em Mudança”. Em meio a bombardeios de informações advindas com extrema facilidade por todos os lados, em que momentos conseguimos parar para simplesmente ouvir o outro? E, neste contexto de revolução tecnológica, no qual as relações humanas parecem tão difíceis, encontramos algumas ilhas de solidão. Algumas muito próximas, algumas muito jovens, todas muito fragilizadas. Nem sempre a rede social reflete o real... 

A campanha Setembro Amarelo (realizada internacionalmente desde 2014) vem trazer à tona a discussão de um problema de saúde pública silencioso, crescente e evitável. PRECISAMOS FALAR SOBRE SUICÍDIO. Omitir o assunto gera sofrimento, preconceitos e bloqueia a busca por ajuda. No mundo, o Brasil figura entre os dez países com as maiores taxas. Entre os adolescentes, é a segunda principal causa de morte. O suicídio não é um ato aleatório. Ele é vivenciado pelo indivíduo como a melhor saída disponível para uma dor emocional insuportável. A intenção é de se “resolver o problema”.

Por isso, em grande parte das vezes, conseguimos anteriormente reconhecer sinais de alerta (como pedidos de socorro), verbais e não verbais: automutilação (provocação proposital de ferimentos no corpo), abuso de substâncias (inclusive álcool), isolamento social, falas repetitivas de negativismo, inutilidade e culpa, comportamento impulsivo e explosões de raiva. Por que isso acontece? Em 80 a 90% dos casos, as vítimas sofrem de um transtorno psiquiátrico diagnosticável, mais comumente, a depressão. No entanto, nem toda pessoa acometida virá a se suicidar.

O que podemos fazer a respeito? Evitar o julgamento, ouvir, compreender, dialogar. Se você conhece alguém que passa por esta situação, esteja presente afetivamente e incentive o tratamento! Propague a conscientização. Caso você esteja em situação de risco, disque 188 (Centro de Valorização à Vida) ou procure um profissional de sua confiança (psiquiatra e/ou psicólogo).

Ver perfil

Matéria Por

JULIANA CRISTINA GIACOMELLI

Psiquiatria

CRM/SP 145.311 | RQE: 61191 | Araçatuba

Deixar Comentário