Menor dispositivo já implantado no ser humano revoluciona a vida de portadores de Glaucoma.

OFTALMOLOGIA

Menor dispositivo já implantado no ser humano revoluciona a vida de portadores de Glaucoma.

O Glaucoma é um conjunto de diversas doenças distintas que envolvem a pressão intraocular, associada à neuropatia óptica. Por conta disso, ele possui características bem específicas em que ocorre um dano no nervo óptico – parte do olho que carrega a informação visual até o cérebro –, causando a perda progressiva (se não tratada) e irreversível da visão. Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, o glaucoma é a segunda maior causa de cegueira no mundo, ficando atrás apenas da catarata.

A estimativa é de que no Brasil, 900 mil pessoas são portadoras da doença. O glaucoma é tratado, principalmente, com colírio, sob prescrição médica. Se o glaucoma do paciente progredir ou o paciente deixar de responder ao tratamento com colírio, a solução indicada é a cirurgia. Porém, a solução cirúrgica sempre foi, em geral, altamente invasiva, requerendo longo tempo de recuperação e podendo ocasionar complicações em longo prazo. Daí, a comemorada revolução no tratamento do glaucoma- um iStent®, de apenas 3mm foi desenvolvido e é implantado no olho através da técnica de Cirurgia Minimamente Invasiva para Glaucoma - MIGS.

É o menor dispositivo já implantado no ser humano, e tem revolucionado a vida de portadores de Glaucoma. Antes, disponível apenas no exterior, essa técnica chegou ao Brasil e se tornou a abordagem preferida para o tratamento do glaucoma por muitos oftalmologistas e seus pacientes. Realizada no mesmo momento da cirurgia de catarata ou como um procedimento isolado, a colocação do iStent de 3 mm tem comprovada eficácia na redução da pressão intraocular, com um excelente perfil de segurança, e menor tempo de recuperação.

Essa técnica pode, inclusive, reduzir a necessidade de medicamentos, colírios, conforme determinado pelo oftalmologista. Quem faz o tratamento de glaucoma à base de colírios, sabe o quanto é desconfortável. Em estudo realizado nos Estados Unidos, ficou comprovado que a maioria dos pacientes que receberam o iStent através da cirurgia minimamente invasiva permaneceu sem medicamento, por 12 meses. É, com certeza, libertador! Outros benefícios associados a esse tratamento inovador, incluem trauma mínimo no tecido, redução eficaz da pressão intraocular, excelente perfil de segurança e recuperação rápida.

Colocar o iStent à disposição de meus pacientes foi muito além do compromisso de estar sempre atualizado com técnicas modernas de tratamento. Estamos devolvendo qualidade de vida aos pacientes que antes viviam presos a aplicações constantes de colírios para o controle da doença.

Ver perfil

Matéria Por

Marco A. Olyntho Jr.

Oftalmologia

CRM/SP 92.737 - RQE 31927 | São José do Rio Preto

Deixar Comentário