Dor no peito o que fazer?

CARDIOLOGIA

Dor no peito o que fazer?

Normalmente, as pessoas mais suscetíveis para apresentar doenças de coração são as hipertensas, diabéticas, com colesterol elevado, fumantes, sedentários, com alto índice de estresse, com histórico familiar (genético), doença renal e neoplasias. Ao procurar o cardiologista ele deve realizar uma história clínica referente aos sintomas, como por exemplo: dor no peito, cansaço desproporcional aos esforços, dispneia, fadiga como um todo e edema (inchaço).

Sabemos que com a história clínica e um bom exame físico detalhado, temos 90% de acurácia no diagnóstico do paciente (a clínica é soberana). Como posteriormente sendo necessário, podemos realizar eletrocardiograma para demonstrar arritmias cardíacas, cicatrizes do coração e até mesmo eventos agudos de obstruções de artérias coronárias com supra ou infra no segmento ST. Se necessário, a critério do cardiologista podemos solicitar exames complementares como laboratoriais e Cardiológicos (ecocardiograma, Teste ergométrico, Mapa e Holter).

O estresse pode levar ao aumento nos níveis da pressão arterial, angina de peito, arritmia cardíaca e devido aos elevados níveis de catecolaminas. Ao perceber os sintomas é necessário procurar o cardiologista para realizar uma avaliação e estratificar o seu risco cardiovascular, podendo prevenir doenças futuras como infarto, taquicardiomiopatia, hipertensão arterial sistêmica, doença valvar, para que possamos prevenir a insuficiência cardíaca crônica, que é uma das vias finais dessas patologias supracitadas.

Ver perfil

Matéria Por

Lanier Tadeu Garcia de Paula Júnior

Médico

CRM/PR 35080 | Arapongas

Ver perfil

Matéria Por

Fabricio Bussadori

Cardiologia

CRM/PR 16123 | RQE 9864 | Arapongas

Deixar Comentário