NEUROCIRURGIA

Bico de Papagaio

O que é bico de papagaio?

Bico de papagaio é o termo popular utilizado para denominar uma doença que provoca a deformidade na coluna vertebral. Tal deformidade é provocada pelo aumento exagerado do tecido ósseo nas vértebras. Essas estruturas ósseas anormais, por terem um formato curvo e afilado, assemelham- se ao bico de um papagaio nas imagens de Raio X.

Causas:

A causa do bico de papagaio, que cientificamente é chamado de osteofitose vertebral, tem origem na doença degenerativa do disco intervertebral, ou seja, é consequência do mau funcionamento dos referidos discos que têm por função, amortecer os impactos entre as vertebras. Os discos intervertebrais envelhecem naturalmente e reduz sua função progressivamente, porém alguns fatores como a genética, sedentarismo, má postura, obesidade, tabagismo e traumas aceleram esse desgaste natural. Geralmente, essa doença atinge pessoas com mais de cinquenta anos de idade, porém pode acometer indivíduos mais jovens.

Sintomas:

A formação óssea anormal (bico de papagaio) pode comprimir os nervos e a musculatura que envolvem as vértebras, além de reduzir a elasticidade dos ligamentos, calcificar articulações e fundir vértebras. Consequentemente poderá ocorrer dor em região cervical, dorsal e lombar, redução da flexibilidade (rigidez) da coluna vertebral, além de dor, dormência, perda de força muscular e formigamento nos braços e pernas.

Diagnóstico:

A realização do diagnóstico correto para diferenciar as causas que levam à dor na coluna vertebral é fundamental para o tratamento adequado e, principalmente, para evitar cirurgias desnecessárias. O exame físico é a parte mais importante da construção do diagnóstico; a história do quadro de dor e exames complementares de imagem (raio X, tomografia e ressonância) e eletrofisiológico (eletroneuromiografia) auxiliam e podem confirmar o diagnóstico.

Prevenção/tratamento:

Infelizmente não existe tratamento que interrompa o avanço do envelhecimento do disco intervertebral e, portanto, também não existem meios de interromper a formação de osteófitos (bico de papagaio). Porém, mudanças no estilo de vida como: interromper o tabagismo, praticar atividade física específica para fortalecimento da musculatura vertebral e abdominal, combater a obesidade e corrigir a postura são atitudes que retardam a falência da função dos discos vertebrais e formação de osteófitos. Quando a doença já está presente, faz-se necessário individualizar o tratamento conforme a gravidade da lesão. Entretanto, a maioria dos pacientes beneficiar-se-ão apenas de tratamento medicamentoso, fisioterápico e fisiátrico. Já a minoria dos pacientes, poderá precisar de intervenção cirúrgica para descompressão de nervos, alinhamento e/ou estabilização da coluna vertebral, ou realização de bloqueios e infiltrações para aliviar a dor.

Ver perfil

Matéria Por

Gustavo Jun Osugue

Neurocirurgia

CRM/PR 39.912 | RQE 23791 | Apucarana

Deixar Comentário

Outras MATÉRIAS